Portal de Conferências da UnB, 10º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo

Tamanho da fonte: 
Memória e narrativa no jornalismo: sobre algumas dimensões teóricas e metodológicas aí implicadas
Carlos Alberto Carvalho

Última alteração: 2012-11-06

Resumo


O propósito de apresentar um conjunto de problemas acerca das relações entre memória e narrativa no jornalismo parte de duas premissas que se mantêm como pano de fundo ao longo do artigo. A primeira, diz da aceitação, embora reconhecendo-a problemática para alguns, de que o jornalismo nos oferece cotidianamente uma série de narrativas, ou, no mínimo, dota das características da narratividade os relatos dos acontecimentos que dia após dia nos são ofertados pelas mais variadas mídias noticiosas. A segunda, parte da noção mais complexa das narrativas – segundo propõe Paul Ricoeur – o que nos leva à necessidade de não tratar o gesto narrativo como mero contar uma história. É na complexa urdidura entre tempo e tessitura da intriga que encontramos as questões – e não respostas – que este artigo oferece.

Palavras-chave


narrativa; memória; jornalismo

Texto completo: ARTIGO